Abacate perde fama de vilão para saúde e produção brasileira deve dobrar em 3 anos

quinta-feira, 19 de novembro de 2020

O abacate deixa de ser o vilão e passa a ser muito procurado pelos brasileiros nos últimos anos. Isso graças a pesquisas científicas que comprovam cada vez mais seu poder nutritivo.

 

 

O consenso da área médica, atualmente, é de que o abacate é um alimento rico em “gorduras boas”, que junto a uma dieta equilibrada ajudam a regular o colesterol, além de ser uma fonte de sais minerais e de diversas vitaminas.

 

 

O avanço das pesquisas se refletiu em um aumento do cultivo do abacate no país. Em volume, houve uma expansão de 55% da safra entre os anos de 2014 e 2019, para 243 mil toneladas, segundo o IBGE.

 

 

E a expectativa é de que essa quantidade dobre nos próximos dois ou três anos, diz a presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Abacate. Os estados de São Paulo, Minas Gerais e Paraná concentram 87% do cultivo.

Compartilhar:

Leia Também