Acervo de religiões de matriz africana deve ser exposto ainda este ano

segunda-feira, 17 de maio de 2021

Parte do acervo de objetos sagrados das religiões de matriz africana apreendidos entre o fim do século 19 e metade do século 20 deve ser exposta no Museu da República no Rio de Janeiro ainda este ano.

 

As peças foram transferidas para a instituição em setembro do ano passado após a conclusão de um acordo com o Museu da Polícia Civil do Rio, onde estavam abrigadas. Os objetos estão guardados na reserva técnica do museu, onde serão catalogados e documentados.

 

Um grupo de trabalho também será criado para a gestão compartilhada do acervo, com a presença obrigatória de representantes das religiões africanas.  Só serão expostas as peças que tiverem a autorização desses representantes.

 

Um dos trabalhos fundamentais será a renomeação das coleções e peças. Isso porque muitas teriam sido nomeadas com termos racistas e depreciativos. O acervo, que reúne mais de 500 peças sagradas, também será base para pesquisas e publicações para fins educativos.

 

Compartilhar:

Leia Também