Agosto terá a última Superlua do ano e 2 chuvas de estrelas cadentes

quinta-feira, 04 de agosto de 2022

O mês de agosto promete vários fenômenos astronômicos ao logo do mês. Um dos mais aguardados é terceira e última Superlua do ano, que parecerá maior e mais brilhante no céu.

 

Já estamos com a conjunção entre Marte e Saturno às 6h22 da manhã, quando os dois planetas aparecem mais próximos, vistos da Terra. E no sábado, dia 13, será possível avistar a lua cheia, com sua aproximação máxima com a terra – a 363 mil quilômetros. Este fenômeno é chamado de perigeu.

 

O fenômeno também é conhecido como Superlua de morango, nome criado pelos povos nativos da América do Norte que usavam os corpos celestes como indicadores para saber o melhor momento para caçar, plantar e colher, como faziam com os morangos, que amadurecem nesta época no hemisfério norte.

 

Além do satélite natural, haverá o pico máximo da chuva de meteoros Perseidas entre a noite de 12 de agosto e as primeiras horas da madrugada de 13 de agosto. O fenômeno é resultado do cometa Swift-Tutle, descoberto em 1862 por astrônomos dos Estados Unidos. Especialistas estimam que durante o pico máximo possam ser observados 60 meteoros por hora.

Compartilhar: