Alunas do Ensino Fundamental desenvolvem composto orgânico que substitui agrotóxico

quinta-feira, 28 de maio de 2020

 

Em 2018, as estudantes paranaenses Sarah Bernard e Luiza Fontes começaram a pesquisar um produto orgânico que fosse capaz de substituir os agrotóxicos.

 

As alunas realizam há dois anos o projeto AgroAtóxico, que prevê a substituição de agrotóxicos por um composto orgânico.  E neste ano, as duas foram premiadas na 18ª Febrace – Feira Brasileira de Ciências e Engenharia 2020, realizada de forma remota.

 

As jovens realizaram uma série de estudos com plantas medicinais que desempenhassem o mesmo papel de proteção da plantação de um agrotóxico. Para surpresa, nos testes iniciais, o produto foi tão bom que estimulou o crescimento das plantas.

 

O AgroAtóxico consegue suprir o uso dos defensivos agrícolas em pequenas e médias propriedades, mas ainda falta testar em larga escala.

 

Compartilhar:

Leia Também