Anatel estuda reduzir prazo para bloquear celulares piratas

sexta-feira, 24 de janeiro de 2020

A Anatel – Agência Nacional de Telecomunicações – estuda reduzir, de 75 dias para até 15 dias, o prazo para bloqueio de celulares piratas após a notificação do usuário.

 

O bloqueio começou em março de 2018, por Goiás e Distrito Federal. Desde de março de 2019, é feito em todos os estados do país.

 

Até o final do ano passado, haviam sido bloqueados cerca de 1 milhão e 300 mil celulares. Esse número equivale a 0,6% dos 228 milhões de aparelhos ativos no país.

 

Os celulares piratas são aqueles não certificados pela Anatel ou então que tenham o chamado IMEI adulterado, clonado ou que tenha passado por outras formas de fraude. A redução do prazo é devido ao sistema já apresentar resultados.

Compartilhar:

Leia Também