Anvisa aprova tratamento para osteoporose que é capaz de formar osso

segunda-feira, 08 de fevereiro de 2021

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária aprovou o primeiro e único construtor ósseo com efeito duplo.

 

O tratamento Evenity (romosozumabe) evita perda da massa óssea, além de regenerar as partes já comprometidas pela osteoporose.

 

O medicamento é indicado para o tratamento em mulheres na pós-menopausa com alto risco de fratura ou pacientes que falharam ou são intolerantes a outras terapias disponíveis.

 

Estudos demonstram que esse tratamento reduz rapidamente o risco de fratura e constrói um novo osso com 12 meses de terapia. No Brasil, a doença atinge cerca 10 milhões de pessoas e tende a se agravar ao longo dos próximos anos com o envelhecimento da população.

 

A osteoporose é conhecida por acometer principalmente idosos, mas as mulheres em menopausa, pacientes de alto risco (com fratura prévia, histórico familiar de fratura de quadril e pacientes com quedas frequentes) também são afetados e descobrem a doença após a primeira fratura.

Compartilhar:

Leia Também