Anvisa usa inteligência artificial para retirar produtos da internet

segunda-feira, 07 de março de 2022

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária, por meio de sua nova ferramenta de inteligência artificial, já identificou mais de 17 mil ameaças em potencial de produtos nocivos à saúde, vendidos de forma irregular na internet.

 

A identificação é parte de um projeto piloto de fiscalização em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento.

 

Nas fases de teste, em cerca de dois meses foram monitorados pelo menos 1 milhão de anúncios considerados suspeitos oferecendo produtos possivelmente proibidos.

 

A ferramenta é programada com palavras chaves de produtos já verificados como irregulares, para que ela possa identificar um padrão e assim fazer um monitoramento mais amplo na internet. Apontada a irregularidade, o site é notificado e é solicitada a retirada do anúncio do ar.

Compartilhar:

Leia Também