Aspirina reduz em 20% mortes por câncer de cólon, mama e próstata

segunda-feira, 12 de julho de 2021

Os efeitos da aspirina vêm sendo estudados por mais de 50 anos. Vendida sem contraindicações em vários países como analgésico, esta pode ser uma opção para o tratamento de vários tipos de câncer como de cólon, mama e próstata.

 

Foi o que constataram cientistas do Reino Unido após estudo com pacientes de 18 tipos diferentes de câncer.  A conclusão é de houve redução de 20% nas mortes pela doença, em comparação com aqueles que não tomaram o medicamento.

 

Os pesquisadores revisaram 118 estudos observacionais, que incluíram 250.000 pacientes com câncer e constataram que a aspirina reduz a propagação da doença no organismo. Foram estudados principalmente casos de câncer de cólon, mama e próstata.

 

A pesquisa sugere que a aspirina não apenas ajuda a reduzir o risco de morte, mas também reduz a disseminação do câncer dentro do corpo – a chamada disseminação metastática.

Compartilhar:

Leia Também