Astrônomos capturam a primeira imagem nítida de campo magnético em buraco negro

segunda-feira, 29 de março de 2021

Os astrônomos que revelaram o primeiro buraco negro conseguiram capturar a imagem do campo magnético perto de sua borda.

 

Este é um grande passo para melhor compreender esse mistério do cosmo. Em 10 de abril de 2019, o gigantesco buraco negro, localizada a 55 milhões de anos-luz de distância, apareceu para o mundo, sob o aspecto de um círculo escuro cercado por um anel flamejante.

 

A imagem histórica foi a evidência mais direta já obtida da existência de buracos negros, objetos tão massivos e compactos que nada lhes escapa, nem mesmo a luz. Agora, uma nova imagem do objeto foi divulgada em luz polarizada.

 

Essa polarização da luz, que funciona como por meio de um filtro que ajuda a isolar uma parte do anel, contém mais informações sobre a física por trás da imagem vista em abril de 2019, o que não era possível antes.

Compartilhar:

Leia Também