Bactérias implantadas em mosquito reduzem em 77% casos de dengue

quinta-feira, 17 de junho de 2021

Um estudo realizado em na Indónesia mostra redução de 77% dos casos de dengue em locais que receberam o mosquito Aedes Aegypti infectado com a bactéria Wolbachia.

 

A mesma técnica está sendo usada no Brasil pela Fiocruz. As ações tiveram início o Rio de Janeiro (RJ) e em Niterói (RJ), em uma área que abrange um milhão e 300 mil habitantes.

 

O estudo publicado em periódico científico também inclui pesquisadores da Austrália.  Houve redução de 86% em hospitalizações nas áreas onde é aplicado o método, e para todos os sorotipos de dengue.

 

A bactéria Wolbachia impede a replicação do vírus no pernilongo. Em Niterói, dados preliminares já apontam redução de até 77% dos casos de dengue e 60% de Chikungunya.

Compartilhar:

Leia Também