Banco Nacional de Perfis Genéticos ultrapassa 100 mil perfis cadastrados

quinta-feira, 18 de março de 2021

O Banco Nacional de Perfis Genéticos ultrapassou a marca de 100 mil perfis cadastrados. Fazem parte destes dados, 75 mil de condenados e 16 mil de vestígios de local de crime.

 

Os números são resultado de um trabalho integrado. Criado em 2013, o banco auxilia as investigações criminais de todo o Brasil por meio da prova pericial do DNA.

 

Até o fim de 2019, o banco possuía cerca de 70 mil perfis genéticos cadastrados e, em pouco mais de um ano, esse número aumentou em 40%. São 20 laboratórios estaduais, um do Distrito Federal e um da Polícia Federal.

 

A Secretaria Nacional de Segurança Pública, a Polícia Federal e as secretarias de segurança pública estaduais compartilham entre eles os perfis genéticos obtidos em laboratórios de Genética Forense.

Compartilhar:

Leia Também