Bardana pode ser usada em processo de produção de prebióticos

sexta-feira, 05 de novembro de 2021

Pesquisadores da Unicamp realizam o primeiro estudo brasileiro a caracterizar os compostos bioativos da bardana, uma planta de origem asiática.

 

O trabalho resultou no desenvolvimento de dois processos para a indústria a partir da raiz da bardana usando plantas cultivadas no Brasil e com um aproveitamento integral do vegetal.

 

Eles tornam possível a produção de um pó prebiótico, de alto rendimento, sem qualquer aditivo químico, e de um ingrediente que pode ser usado como um espessante alimentar de baixo teor calórico e rico em fibras.

 

Por meio da Agência de Inovação Inova, a Unicamp protocolou no INPI – Instituto Nacional da Propriedade Industrial – um pedido de patente do processo de obtenção dos ingredientes prebióticos e seus usos.

Compartilhar:

Leia Também