Biocurativo impresso em 3D é o futuro para tratar queimaduras

quinta-feira, 24 de março de 2022

A partir de impressoras 3D é possível obter soluções únicas e, dessa vez, um biocurativo feito de pele artificial está sendo desenvolvido para ajudar nos tratamentos de pessoas com queimaduras.

 

A iniciativa é de uma startup brasileira, que imprime o biocurativo 3D a partir do uso de células dos pacientes. Entre as vantagens está acelerar o processo de recuperação e reduzir o índice de rejeição de outros fármacos.

 

Apesar de ser um experimento ainda em fase de testes aqui no Brasil, curativos deste tipo já são fabricados na Europa e nos Estados Unidos. Entretanto, o alto valor na conversão do dólar para o real, além das barreiras alfandegárias, dificultam a importação desses produtos.

 

Com a produção do biocurativo em laboratórios nacionais, a distribuição ocorrerá com um custo bem menor e com uma maior praticidade.

Compartilhar:

Leia Também