Brasil pode ter até 62% de carros elétricos em 2035, diz Anfavea

segunda-feira, 23 de agosto de 2021

A Anfavea – Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores – acredita que os carros elétricos possam representar até 62% da frota de automóveis do país até 2035.

 

Segundo o estudo “O caminho da descarbonização do setor automotivo no Brasil”, para que isso ocorra serão necessárias mudanças que implicam em várias adaptações na indústria e investimentos na casa dos R$ 14 bilhões somente na instalação de pontos de recarga.

 

Isso significa uma rede que seja capaz de atender aproximadamente 2,5 milhões de automóveis, o equivalente a 62% da frota total em 2035. Atualmente, a proporção é de apenas 1%. Como base de comparação, os veículos flex representam 91% da frota e, os movidos à gasolina e a diesel, 4% cada.

 

Mesmo com esta diferença, a venda de modelos híbridos ou 100% elétricos está crescendo no Brasil e bateu recorde no primeiro semestre deste ano. No caso dos elétricos, o principal entrave na adesão do consumidor é o custo da bateria – que representa, em média, 35% a 45% do valor final do automóvel.

Compartilhar:

Leia Também