Brasil testará tratamento com plasma

quinta-feira, 09 de abril de 2020

A Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, em parceria a dois hospitais, testa o uso de plasma sanguíneo de pacientes já recuperados da covid-19 em doentes que ainda têm a infecção.

As instituições receberam o aval da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa para fazer o estudo em humanos. A triagem de possíveis doadores de plasma já teve início.

Essa pesquisa é baseada em experiências anteriores que, há mais de cem anos, identificaram que o plasma de convalescentes podia ser útil no tratamento de pessoas ainda durante a infecção. Este conceito é denominado transferência passiva de imunidade.

Se a terapia funcionar, ela poderá fornecer os anticorpos necessários para aqueles que ainda não os têm em níveis capazes de protegê-los, levando a uma melhora dos sintomas e à diminuição do vírus no organismo

Compartilhar:

Leia Também