Brasileira de 19 anos cria impressora em Braille para texto e voz

sexta-feira, 13 de março de 2020

Uma impressora capaz de reproduzir textos em Braille foi criado por uma estudante brasileira de apenas 19 anos.

Bruna da Silva Cruz desenvolveu a máquina Fast Braille, que solicita que o usuário digite e envie um texto pelo computador ou pelo celular, ou até dite as palavras, para que o conteúdo seja impresso automaticamente em papel em relevo.

O protótipo também permite que esse tipo de equipamento seja mais acessível ao público, graças a seu baixo custo. As despesas de produção foram de cerca de mil reais. Em larga escala, o valor final do produto não deve passar dos R$ 3 mil.

A invenção rendeu à jovem de Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul, o segundo lugar no Prêmio Jovem Cientista, que reconhece as pesquisas científicas desenvolvidas por alunos de escolas de ensino médio e da educação profissional de nível técnico.

Compartilhar:

Leia Também