Brasileira que ajudou a eliminar sarampo e rubéola agora combate Covid

terça-feira, 16 de março de 2021

Uma cientista brasileira que ajudou a eliminar o sarampo e a rubéola do Brasil – e foi reconhecida em 2016 por essa conquista – assumiu a linha de frente no combate a Covid.

 

Marilda Siqueira é chefe do Laboratório de Vírus Respiratórios e Sarampo do Instituto Oswaldo Cruz. O trabalho dela começou em 1992, quando o sarampo matava no mundo cerca de 2,5 milhões de crianças.

 

O resultado do trabalho da cientista, desde o início dos anos 1990 foi o reconhecimento internacional. Em 2016, junto com outras três autoridades, ela recebeu o certificado da eliminação da rubéola e do sarampo no Brasil pela Organização Panamericana de Saúde.

 

Agora, no combate à covid, a cientista vem capacitando laboratórios em todas as regiões do país para que possam processar exames diagnósticos. Após um ano de pandemia, a cientista atua com sua equipe em um processo chamado ‘vigilância genômica’.

Compartilhar:

Leia Também