Brasileira salva araras-azuis da extinção e entra no Hall da Fama da ONU

quinta-feira, 28 de outubro de 2021

A brasileira Neiva Guedes acaba de entrar para o hall da fama da ONU Mulheres, pelo trabalho em prol da preservação das araras-azuis.

 

A bióloga estuda o comportamento da espécie, que é 100% brasileira, desde os anos 1980. As pesquisas a levaram fundar o Instituto Arara Azul, há 30 anos.

 

Seu trabalho, além de proteção à espécie, busca conscientizar sobre a causa animal e desenvolve técnicas para instalar na natureza ninhos artificiais em condições perfeitas para que as aves se reproduzam.

 

Parte do trabalho da pesquisadora foi voltado para a conscientização da população contra a caça ilegal da ave e o desmatamento em alta escala, uma vez que a espécie se reproduz apenas quando encontram boas cavidades naturais nos troncos das árvores, que estavam cada vez mais sendo derrubadas.

Compartilhar:

Leia Também