Casca de ovo é usada para nova geração de preenchedores dérmicos

quinta-feira, 09 de dezembro de 2021

Uma inovação desenvolvida por uma startup brasileira ajudará a colocar no mercado estético um produto que deverá abrir caminho para a próxima geração de preenchedores dérmicos.

 

A matéria-prima estudada deverá criar um novo gel preenchedor.  Para isso, a startup desenvolveu um processo de extração de ácido hialurônico de alta pureza a partir da casca de ovo.

 

A empresa brasileira também desenvolveu, com parceiros dos setores público e privado do Canadá, um novo processo de estabilização do ácido a partir de um componente inovador e que permitirá maior tempo de permanência na pele.

 

Esse projeto teve início em 2018 e agora é dedicado a desenvolver a rota de extração da matéria-prima com o aproveitamento de casca de ovos. O desenvolvimento do produto fará deste um produto totalmente nacional – atualmente a maioria do ácido hialurônico usado no país vem da China.

Compartilhar:

Leia Também