Pesquisa usa casca do pinhão na remoção do bisfenol A

terça-feira, 15 de junho de 2021

Pesquisadores da Universidade Estadual de Maringá, no Paraná, identificaram resíduos na casca do pinhão que podem ser adsorventes da substância bisfenol A.

 

A partir do material in natura é obtida uma biomassa, que é triturada para chegar a um tamanho específico. Em seguida, é feita a produção do hidrocarvão.

 

A superfície do pinhão apresenta grupos funcionais que interagem com o Bisfenol. também conhecido pela sigla BPA. No caso, o hidrocarvão pode ser aplicado na prática e proteger a saúde das pessoas no caso de a substância estar presente na água.

 

O BPA é muito utilizado em embalagens de plástico e partículas dessa substância podem contaminar a água e os alimentos.  O próximo passo da pesquisa é finalizar o pedido de patente e colocar o produto no mercado.

Compartilhar:

Leia Também