Ceará comemora 3 anos sem casos de microcefalia por Zika vírus

quinta-feira, 16 de setembro de 2021

O Ceará não registra há mais 3 anos casos de microcefalia por Zika vírus – a chamada Síndrome Congênita do Zika. A informação foi confirmada pela Secretaria da Saúde do Estado.

 

A síndrome leva a casos de má-formação e problemas de desenvolvimento de bebês, como a microcefalia. A ausência dos casos se dá pela imunização em rebanho no Ceará.

 

A situação hoje é nem diferente do que ocorreu em 2016, quando foram confirmados mais de 2 mil casos de infecções pelo Zika no Ceará, sendo 110 em gestantes, que culminaram em 105 casos de microcefalia em bebês.

 

Neste ano, o total de infecções caiu para 135, sendo 9 em gestantes e sem casos de síndrome. O último caso confirmado foi em 2018. Os números são bem positivos.

Compartilhar:

Leia Também