Transplante de células-tronco pode ajudar a tratar esclerose

segunda-feira, 05 de julho de 2021

Uma pesquisa mostrou que o transplante de células-tronco pode tratar esclerose sistêmica, oferecendo mais expectativa de vida para os pacientes operados.

 

Os testes foram realizados em 22 pacientes transplantados no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto da USP e avaliaram dados clínicos e imunológicos de todos eles.

 

A recente pesquisa passa a entender o que acontece com o sistema imunológico com o transplante celular e há uma renovação de células que funcionam como um ‘reset’ do sistema imune. Agora a pesquisa passará por mais testes para ser certificada e implementada como tratamento.

 

O transplante de células-tronco em casos mais graves de esclerose sistêmica, não é uma novidade na medicina e já vem sendo uma opção desde 2004. No entanto, ainda existiam lacunas sobre a resposta terapêutica para o paciente.

Compartilhar:

Leia Também