Cientistas associam vacinação da BCG a menos casos de coronavírus: estudo

terça-feira, 14 de abril de 2020

 

Um estudo do Departamento de Ciências Biomédicas de Nova York aponta para uma nova explicação sobre o motivo de a covid-19 se espalhar mais rapidamente em alguns países e menos em outros.

 

Segundo o estudo, a explicação destas diferenças estaria ligada às diferentes políticas nacionais de vacinação infantil da BCG, usada contra tuberculose, e que protege o organismo contra uma grande variedade de doenças pulmonares.

 

Os pesquisadores constataram que países sem políticas universais de vacinação BCG, como Itália, Holanda e Estados Unidos, foram mais severamente afetados em comparação com países com políticas universais e antigas de BCG.

 

Os países menos afetados são os que tem vacinação obrigatória. Lembrando que o Brasil tem um dos maiores índices mundiais de cobertura da vacinação, beirando os 100% da população. E até então tem uma das mais baixas incidências de coronavírus entre os países ricos ou em desenvolvimento.

Compartilhar:

Leia Também