Cientistas de Portugal desenvolvem vacina contra Covid-19 ingerida em iogurte e suco

sexta-feira, 19 de novembro de 2021

Uma equipe de cientistas do Instituto Politécnico do Porto, em Portugal, está desenvolvendo uma vacina comestível contra covid. O imunizante poderia ser ingerido em formato de iogurte ou suco de frutas.

 

Os cientistas estão prestes a finalizarem os ensaios in vitro. A particularidade do imunizante é ter por base plantas de frutos e probióticos geneticamente modificados – micro-organismos vivos benéficos à saúde humana.

 

O objetivo do projeto é que a vacina chegue facilmente ao usuário final. Os cientistas apontam que o imunizante estudado tem a propriedade de imunidade e não apenas de neutralizar o coronavírus, como acontece com o que há no mercado.

 

A expectativa dos pesquisadores é viabilizar a vacina entre seis meses e um ano, se usados apenas os probióticos. No caso dos frutos, a tendência é que demore mais, já que as plantas precisam crescer para que possam ser usados na indústria e transformados em suco.

Compartilhar:

Leia Também