Cientistas descobrem besouro capaz de decompor isopor

quarta-feira, 19 de agosto de 2020

 

Pesquisadores da Coreia do Sul descobriram que larvas de uma espécie de besouro são capazes de degradar o poliestireno.

 

 

A evidência abre caminhos para a possibilidade de outros insetos se alimentarem deste tipo de plástico de difícil decomposição.

 

 

Na pesquisa, após a sobrevivência da larva do besouro, que durante 14 dias alimentou-se apenas de “isopor”, descobriu-se que esta espécie, encontrada no leste da Ásia, pode consumir o material plástico e reduzir sua massa e peso molecular.

 

 

A pesquisa também apontou que a flora intestinal dessas larvas consiste em um grupo muito simples de espécies bacterianas. O estudo apresenta a possibilidade de que o poliestireno possa ser decomposto por outros insetos que se alimentam de madeira podre.

Compartilhar:

Leia Também