Comer menos pode retardar o envelhecimento, aponta estudo

quinta-feira, 10 de março de 2022

Ingerir menos calorias não apenas ajuda a emagrecer, como pode levar as pessoas a viver mais. Pesquisas recentes apresentaram resultados surpreendentes sobre dieta e envelhecimento. Estudos anteriores já haviam mostrado esse efeito, mas era difícil provar.

 

Na tentativa de verificar a hipótese, os pesquisadores selecionaram 200 voluntários saudáveis e estabeleceram uma certa quantidade de calorias para as refeições diárias. Em seguida, um subgrupo foi separado e as calorias permitidas aos participantes foram reduzidas em 14% do total inicial. O restante continuou comendo da mesma forma.

 

A terceira etapa consistiu na avaliação da glândula timo dos voluntários por ressonância magnética. Essa glândula é responsável pela produção de células T, que desempenham um papel estratégico no sistema de defesa do organismo.

O timo envelhece muito mais rápido do que outros órgãos.

 

As imagens obtidas mostraram que os participantes submetidos à restrição calórica “rejuvenesceram” o timo: parecia menos gorduroso e com maior volume funcional, o que significa que estava produzindo mais células T do que antes da restrição. A gordura corporal também foi analisada  para avaliar a inflamação no corpo e os resultados também foram positivos.

Compartilhar:

Leia Também