Comunidades serão remuneradas por cultivo da palmeira-juçara

segunda-feira, 10 de janeiro de 2022

A Fundação Florestal, vinculada à Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente de São Paulo, publicou o edital do Programa de Pagamento por Serviços Ambientais da Palmeira-Juçara.

 

O objetivo é remunerar comunidades de agricultores tradicionais e quilombolas que fizerem o plantio da palmeira ao longo de cinco anos.

 

Serão contempladas cinco diferentes Unidades de Conservação, sendo dois quilombos. No programa, que foi elaborado em parceria com as comunidades tradicionais, cada produtor participante receberá entre R$ 24.200 e R$ 36.300 ao longo de todo o processo.

 

O valor varia de acordo com a área a ser implantada. É esperado que, por ano, 100 novos beneficiários integrem a iniciativa, somando 800 produtores ao longo dos dez anos de projeto e mais de 1.500 hectares de palmeira-juçara plantados.

Compartilhar:

Leia Também