Coronavírus é responsável por queda considerável de fumantes no Reino Unido, revela pesquisa

sexta-feira, 31 de julho de 2020

 

As mudanças no mundo devido à pandemia podem ser permanentes e não se restringem apenas a novas regras de convívio e higiene. É o que indica uma nova pesquisa, realizada no Reino Unido.

 

A novidade por lá é que o novo coronavírus já levou mais de um milhão de pessoas britânicas a deixarem de fumar. Em levamento feito por uma organização que denuncia os males provocados pelo tabagismo, cerca de 41% dos entrevistados afirmaram ter largado o cigarro neste período.

 

Outro levantamento complementar, realizado mensalmente pela Universidade de Londres, concluiu que esse é o maior número já registrado de pessoas que largaram o hábito de fumar desde o início das pesquisas, em 2007.

 

A motivação para largar o cigarro é a preocupação com a saúde, além das medidas de quarentena e isolamento que tornaram mais difícil o acesso ao cigarro, e da mesma forma a crise econômica fez o custo do hábito pesar ainda mais no bolso da população fumante.

Compartilhar:

Leia Também