Crescimento do e-commerce é acima do esperado

sexta-feira, 21 de maio de 2021

Em um relatório geral sobre o comércio eletrônico durante a pandemia, os números mostram forte impacto na adesão aos ambientes virtuais. Para 2021, a expansão do e-commerce no Brasil é estimada em 31%.

 

Ao longo de todo o ano de 2020, o número de operações de vendas online mostra que a população se adaptou rapidamente a novas formas de comprar e antecipou novos meios de negócios.

 

Segundo relatório da Ebit/Nielsen, só no primeiro semestre do ano passado mais de 7 milhões de consumidores fizeram a primeira compra online. Em um ano, o setor de livrarias cresceu 110% e o de drogarias, 88%.

 

E o bom momento do setor vai além das vendas. Quem já atuava no mercado digital viu sua demanda crescer com criação de lojas, gerenciamento de mídias sociais e novas vagas de trabalho. Essa expansão gerou mais de 19 mil vagas para auxiliares logísticos, 13 mil para estoquista e 23 mil para embaladores de produtos.

 

 

O Brasil é o 10º maior mercado de e-commerce do mundo e ainda há espaço para novas lojas virtuais para abrigar uma alternativa para quem já tem loja física, e também para expansão de quem já está nesse mercado.

Compartilhar:

Leia Também