Crescimento do mercado livreiro impulsiona busca por livros de empreendedorismo

terça-feira, 12 de outubro de 2021

O ano de 2021 tem surpreendido com boas notícias para o mercado livreiro. No primeiro semestre, mais de 28 milhões de livros foram vendidos no Brasil, um salto de 48,5% em relação aos 18 milhões de exemplares vendidos no mesmo período de 2020.

 

Em termos de valor, o faturamento alcançou R$ 1,19 bilhão, cerca de 39,9% a mais que o valor apurado no acumulado até julho do ano passado. Os dados são do Painel do Varejo de Livros no Brasil, em pesquisa realizada pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros, em parceria com a Nielsen BookScan, maior agência de monitoramento de vendas de livros do mundo.

 

Com esse crescimento, o mercado editorial já mira sua retomada econômica, principalmente com a força das vendas online. A pandemia acelerou a adesão dos brasileiros aos e-books. De março a maio de 2020, houve um aumento de 154% no consumo de livros digitais de não ficção e, de junho a agosto, 227% de aumento das vendas de e-books infantis e juvenis.

 

Muito dessa alta se deu pela necessidade das pessoas em buscar conhecimento para evolução pessoal e na carreira, a partir de conteúdos sobre empreendedorismo, finanças, marketing e autoconhecimento.

Compartilhar:

Leia Também