Economia verde criaria 15 milhões de empregos na América Latina e Caribe

quarta-feira, 19 de agosto de 2020

 

A transição para uma economia com zero emissões líquidas de carbono poderia criar 15 milhões de novos empregos líquidos na América Latina e no Caribe até 2030.

 

 

É o que diz o relatório “O Emprego em um futuro de zero emissões líquidas na América Latina e Caribe”, um estudo de Banco Interamericano de Desenvolvimento e Organização Internacional do Trabalho.

 

 

Os organismos internacionais lembraram que, para apoiar uma recuperação após a pandemia, a região precisa urgentemente criar empregos decentes e construir um futuro mais sustentável e inclusivo.

 

 

A transição para uma economia de zero emissões líquidas provocaria o desaparecimento de milhões de empregos no setor elétrico. No entanto, essas perdas seriam mais do que compensadas com milhões de empregos criados nos setores de agricultura e produção de alimentos baseados em plantas, eletricidade renovável, construção e manufatura.

Compartilhar:

Leia Também