Estudo associa consumo de frutas e vinho tinto a maior longevidade entre homens com doença de Parkinson

quarta-feira, 09 de fevereiro de 2022

Frutas e vegetais contêm diversos nutrientes e minerais que desempenham um papel importante para a boa saúde, como os flavonóides. Esses antioxidantes foram objeto de uma extensa pesquisa com foco no mal de Parkinson.

 

Para realizar a pesquisa, uma equipe de cientistas analisou dados de cerca de 120 enfermeiras e 52 mil profissionais de saúde do sexo masculino. Eles escolheram olhar para esses dois grupos devido ao fato deles apresentarem estilos de vida semelhantes que podem influenciar o risco de doenças.

 

Na época em que o estudo foi realizado, 599 mulheres e 652 homens tinham sido diagnosticados com a doença de Parkinson. A partir dos alimentos que relataram consumir, foi possível então calcular a ingestão de flavonóides, que ajudam a prevenir ou retardar danos às células.

 

O resultado é que homens com a doença que consumiam mais alimentos como frutas cítricas, frutas vermelhas, vinho tinto e chocolate amargo, tinham risco 47% menor de morrer, por qualquer causa, quando comparados com o grupo que consumia menos desses alimentos. Porém, em relação às mulheres, não houve efeito sobre o risco de morte de qualquer causa.

Compartilhar:

Leia Também