País mais feliz do mundo procura mão de obra estrangeira

terça-feira, 06 de julho de 2021

O país mais feliz do mundo reúne alta qualidade de vida, liberdade, igualdade de gênero e pouca corrupção, crime e poluição. Mesmo com uma população satisfeita, a Finlândia está procurando trabalhadores estrangeiros.

 

Apesar de se líder do ranking de Felicidade de 2021, a Finlândia está com a mão de obra cada vez mais escassa e quer levar imigrantes para o território. O país com 5,5 milhões de habitantes tem poucos jovens entrando no mercado de trabalho e muitos idosos se aposentando.

 

E para movimentar a economia, manter os serviços públicos e cobrir o déficit previdenciário, o jeito é investir em programas de incentivo migratório. A Finlândia quer aumentar de 20 mil para 30 mil por ano o número de estrangeiros que chegam anualmente ao país para fixar residência.

 

Para isso, o governo finlandês tem apostado alto em um  programa de talentos, semelhante a projetos implementados com sucesso por Portugal na última década. O projeto prioriza trabalhadores de áreas como saúde, metal-mecânica e tecnologia da informação.

Compartilhar:

Leia Também