Descoberta fruta que ajuda na recuperação de Alzheimer e Parkinson

terça-feira, 14 de setembro de 2021

Pesquisadores do Pará descobriram que uma substância presente no talo do camapu, uma fruta típica brasileira, é capaz de ajudar na recuperação do Alzheimer e do Parkinson.

 

O camapu já era conhecido como uma planta medicinal para tratar doenças neurodegenerativas, diminuir o colesterol e fortalecer a imunidade. Agora os cientistas comprovaram que a presença de uma uma substância que ajuda a estimular a produção de novos neurônios no hipocampo, responsável pela nossa memória.

 

Por isso, os cientistas acreditam que a fruta poderá ser usada para tratar as duas doenças: Alzheimer e Parkinson. Por enquanto, a pesquisa se limita a animais, mas já está em estudo uma forma de viabilizar a produção de um medicamento fitoterápico, que será aplicado em humanos.

 

O estudo é feito pelo  Grupo de Pesquisas Bioprospecção de Moléculas Ativas da Flora Amazônica da Universidade Federal do Pará. Além de ser uma promessa para a medicina, a equipe de cientistas pretende também encontrar uma forma de melhorar a produção de camapu, que é produzida apenas uma vez por ano.

Compartilhar:

Leia Também