Governo de São Paulo inicia cadastramento de profissionais da cultura para pagamento de renda emergencial

segunda-feira, 21 de setembro de 2020

O governo paulista iniciou o cadastramento de profissionais da cultura para o pagamento da renda básica emergencial prevista na Lei Aldir Blanc. Espaços e instituições culturais também estão se cadastrando, mas neste caso o subsídio será pago pelas prefeituras. 

 

Aprovada este ano no Congresso Nacional, a lei prevê auxílio financeiro para profissionais do setor cultural nesse período de pandemia. O Governo estadual recebeu diretamente R$ 264 milhões e já teve seu plano de ação aprovado pelo Ministério do Turismo.

 

Deste montante, até R$ 189 milhões poderão ser destinados para pagamento da renda básica, que beneficiará cerca de 63 mil profissionais da cultura com R$ 3 mil cada um e destinará R$ 75 milhões para editais culturais.  Já as prefeituras receberão cerca de R$ 302 milhões do Governo Federal.

 

O cadastro de profissionais para o recebimento da renda básica deve ser feito online, por meio do endereço eletrônico www.dadosculturais.sp.gov.br. No mesmo site, é possível fazer o cadastramento para o subsídio a espaços e instituições.

Compartilhar:

Leia Também