Estudo do Hospital de Clínicas de Porto Alegre comprova eficácia de ‘células assassinas’ contra leucemia

quinta-feira, 21 de outubro de 2021

Um estudo brasileiro comprova a eficácia de células consideradas “assassinas naturais” no tratamento de leucemia aguda.

 

A pesquisa é realizada no Hospital de Clínicas de Porto Alegre, vinculado à Universidade Federal do Rio Grande do Sul. O estudo envolveu 13 pacientes com leucemia mieloide aguda, que tiveram resposta positiva ao tratamento.

 

Essas células são parte dos glóbulos brancos, que fazem a defesa do organismo. Nesse caso específico, elas reconhecem outras células infectadas por vírus ou tumores e atuam para destrui-las.

 

Os pacientes atendidos pela pesquisa foram todos submetidos a transplante de medula óssea e a doença voltou. Com a nova terapia a resposta, na maioria dos caso, foi de 80% de sobrevida.

Compartilhar:

Leia Também