Imóvel financiado vai servir de garantia para empréstimos e outras operações de crédito

quinta-feira, 23 de julho de 2020

 

O Conselho Monetário Nacional aprovou as regras para que um imóvel financiado sirva de garantia em um novo empréstimo.

 

A medida, que vale para pessoas físicas e jurídicas, permite que o imóvel já financiado passa a valer como garantia para que a pessoa possa pegar um outro empréstimo.

 

Para isso, o cálculo do empréstimo novo depende do valor de avaliação do imóvel, do saldo devedor e do tipo de financiamento.

 

A dívida total, o financiamento que já existe mais o crédito novo, não pode superar 90% do valor do imóvel, que é a garantia. Esse crédito novo só pode ser obtido com o mesmo banco do primeiro financiamento.

Compartilhar:

Leia Também