Imunobiológicos surgem alternativa ao tratamento da asma

segunda-feira, 26 de julho de 2021

De acordo com a Sociedade Brasileira de Pneumologia, cerca de 20 milhões de pessoas têm asma no Brasil. Nos últimos tempos, o tratamento da doença evoluiu, admitindo o uso de imunobiológicos para seu combate.

 

O tratamento imunobiológico é complementar ao uso de corticoide inalado, que é usado diariamente. Os imunobiológicos aparecem em casos graves, em que nem corticoides nem o broncodilatador são suficientes para o controle da doença.

 

Os imunobiológicos são medicamentos que atuam de forma mais específica em vias inflamatórias da asma, promovendo o bloqueio de substâncias associadas à inflamação.

 

Os estudos mostram que se deve fazer uma avaliação do paciente por volta do terceiro ao sexto mês após o início do tratamento com imunobiológicos, para observar como foi a resposta a esse tratamento. Em alguns casos, pode-se estender essa avaliação a até um ano.

Compartilhar:

Leia Também