Indicador de mercado de trabalho da FGV sobe 1,6 ponto em abril

sexta-feira, 14 de maio de 2021

O Indicador Antecedente de Emprego, calculado pela Fundação Getulio Vargas, cresceu 1,6 ponto de março para abril deste ano.

 

Com isso, o indicador chegou a 78,7 pontos, recuperando 18% da queda acumulada nos três meses anteriores. Antes da pandemia, esse índice estava em 92 pontos.

 

A função do indicador é antecipar tendências do mercado de trabalho brasileiro para os próximos meses, com base em entrevistas com consumidores e empresários da indústria e dos serviços.

 

Por enquanto, o resultado mantém o indicador em patamar baixo refletindo as dificuldades do mercado de trabalho diante à pandemia. O pequeno aumento tem provável influência no programa de vacinação e em uma redução de incerteza das empresas.

Compartilhar:

Leia Também