Jovem holandês promete limpar 80% do lixo do oceano até 2030

sexta-feira, 08 de julho de 2022

Durante uma viagem de aventura para fazer mergulho submarino na Grécia aos 16 anos, o holandês Boyan Slat, hoje com 27, diz ter encontrado mais sacolas plásticas no mar do que peixes, experiência que o inspirou a criar um dispositivo capaz de recolher o lixo plástico do oceano.

 

Em 2014, o primeiro protótipo lhe garantiu um prêmio da ONU, por ter fundado a ONG The Ocean Cleanup, cuja meta é garantir meios para remover 80% do plástico das águas mar até 2030, com expectativa de atingir 90% de abrangência até 2040.

 

O jovem formalizou a promessa em uma carta enviada à coordenação da 2ª Conferência dos Oceanos da ONU, evento que aconteceu na última semana em Lisboa. O principal sistema criado pelo jovem funciona como uma espécie de barragem móvel, que é conduzida por dois barcos.

 

Esse coletor vai se enchendo de lixo conforme os veículos avançam a uma velocidade determinada e conforme o plástico vai se movendo por causa das correntes marítimas. Todo plástico recolhido é levado para reciclagem.

Compartilhar:

Leia Também