Antigo lixão é transformado em viveiro de flores comunitário

quinta-feira, 13 de janeiro de 2022

O espaço hoje possibilita a geração de renda a 15 famílias.

 

Há pouco mais de um ano a cidade de Maringá, no Paraná, inaugurou um viveiro comunitário de flores. O espaço antes ocupado pelo despejo de resíduos hoje possibilita a geração de renda a 15 famílias.

 

O viveiro é aberto para as famílias cadastradas cultivarem e comercializarem as flores a preços acessíveis. Os participantes foram capacitados para cuidar do espaço, que inclui canteiros e estufa.

 

A iniciativa surgiu a partir da própria comunidade e foi apoiada pela gestão municipal. O modelo é similar às hortas comunitárias em que produtores cultivam para consumo próprio e também para a venda do excedente.

 

A iniciativa foi inaugurada há um ano. O viveiro é destinado à produção de plantas ornamentais como, suculentas, cactos e rosas do deserto, e também forrações, como begônia e cravina. O local tem capacidade produtiva de 800 mil plantas por ano.

 

Além de gerar renda para as famílias e garantir preço mais acessível aos consumidores, o contato com a terra é considerado benéfico ao bem-estar e saúde.

Compartilhar:

Leia Também