Mapa inédito aponta florestas tropicais como celeiro de espécies desconhecidas

sexta-feira, 16 de abril de 2021

Cientistas da Universidade Federal da Paraíba, em parceria com a Universidade de Yale, dos Estados Unidos, desenvolveram um modelo para gerar um mapa das regiões com espécies vivas não descobertas.

 

Sabe-se que cerca de 1 milhão e meio de espécies de seres vivos já foram mapeadas pela ciência em todo o planeta. E, de acordo com estimativa de pesquisadores, ainda há mais do que cinco vezes essa quantidade para ser descoberta.

 

O estudo usa informações sobre a probabilidade de descoberta das espécies. Segundo o modelo, 60% das futuras descobertas devem ocorrer em florestas tropicais como Amazônia e Mata Atlântica.

 

Utilizando bases de dados disponíveis online, os cientistas compilaram onze tipos de informações que afetam a probabilidade de descoberta das espécies. São dados como tamanho do corpo e condições climáticas onde a espécie vive. Pelo estudo, Brasil, Indonésia, Madagascar e Colômbia. juntos somam 25% de todas as futuras descobertas de novas espécies.

Compartilhar:

Leia Também