Método brasileiro reduz reincidência de crimes de 85 para 8%

quinta-feira, 22 de outubro de 2020

Um método brasileiro de ressocialização de presos, que já foi copiado por 23 países, é capaz de reduzir a reincidência de crimes de 85% para 8%.

 

 

O trabalho é feito pela Apac, Associação de Proteção e Assistência a Condenados – e mostra como é possível reintegrar ex-detentos à sociedade, sem que a maioria volte a cometer crimes.

 

 

Além disso, o método derruba em quatro vezes o custo de cada detento, em relação ao que o Estado gasta com encarceramento. Chamado de Caçadores de Bons Exemplos, os idealizadores  conheceram método semelhante em Ibaúna, Minas Gerais.

 

 

O alvo é transformar os detentos em cidadãos. O projeto foi criado para recuperar o preso, proteger a sociedade, promover justiça e socorrer a vítima. Para isso são trabalhadas 12 estratégias, incluindo cursos de formação, trabalho, acompanhamento médico e psicológico ,e espiritualidade.

 

Compartilhar:

Leia Também