Na pandemia, aumenta disposição das famílias em doar órgãos

terça-feira, 27 de outubro de 2020

O Hospital de Clínicas da Unicamp, em Campinas, tem registrado um desdobramento positivo da crise sanitária. Aumentou a disposição das famílias em fazer a doação de órgãos.

 

 

Segundo o departamento de transplante de fígado do HC, o número de famílias que se negam a doar órgãos de familiares passou de 45% para 38%.

 

 

Na Unicamp o número de transplantes teve queda, assim como em todo o país, não por falta de doadores, mas porque as cirurgias de alta complexidade ficaram para segundo plano devido à pandemia.

 

 

No caso de Campinas, os dados mostram os registros de 92 doadores agora em 2020 contra 86 em 2019. Os números são relativos ao período que vai de janeiro a setembro dos dois anos. As principais cirurgias feitas no HC são de doações de rim e fígado.

Compartilhar:

Leia Também