Nanocápsula com membrana da célula tumoral potencializa medicação para câncer de pâncreas

sábado, 24 de outubro de 2020

A eficiência de uma nova técnica para levar medicamentos até tumores de câncer de pâncreas é comprovada em testes de laboratório realizados em pesquisa do Instituto de Física da USP.

 

 

Os pesquisadores usaram nanocápsulas feitas da membrana das próprias células tumorais, material que potencializa a ação dos medicamentos e evita efeitos colaterais, como a destruição de células saudáveis.

 

 

O primeiro objetivo do estudo foi verificar a capacidade da nanocápsula em entregar simultaneamente dois quimioterápicos de primeira linha. Comprovada a eficácia, os estudos prosseguiram para comprovar o potencial imunomodulador das nanopartículas em células do sangue.

 

 

De acordo com os pesquisadores, uma das vantagens de utilizar as nanocápsulas feitas a partir de componentes da membrana celular é aumentar a precisão do tratamento e, a princípio, reduzir a dose de medicamentos.

 

Compartilhar:

Leia Também