Administração de Noronha anuncia multa para quem fizer uso irregular de plástico

quarta-feira, 04 de agosto de 2021

O projeto “Noronha Plástico Zero” entra em uma nova fase, que pretende eliminar sacolas, canudos e garrafas. A medida começa a valer em agosto.

 

A lei está em vigor desde 2019, mas o trabalho de fiscalização ficou prejudicado por causa da pandemia. O governo local retomou o trabalho em junho deste ano, com uma fase educativa.

 

Segundo os representantes da Administração da Ilha de Fernando de Noronha, na nova etapa, são previstas multas para o descumprimento da lei – há infrações moderadas, graves e gravíssimas, que no caso vai para os estabelecimentos.

 

Os produtos descartáveis, como canudos, pratos e talheres, sacolas plásticas e embalagens de isopor estão banidos da ilha. E a fiscalização começa no desembarque no aeroporto.

A lei é uma das regras estabelecidas para manter a preservação ambiental em Noronha.

Compartilhar:

Leia Também