Nova política nacional para alunos com deficiência é lançada com ressalvas de especialistas sobre abordagem para inclusão

segunda-feira, 05 de outubro de 2020

Publicada a nova Política Nacional de Educação Especial. O objetivo é ampliar o atendimento a 1,3 milhão mil estudantes com demandas específicas. A adesão de estados e municípios é voluntária e prevê repasses.

 

 

O documento cita o ambiente acolhedor e inclusivo, uma visão de que as crianças são matriculadas em escolas regulares e recebem orientação adequada conforme surgirem as dificuldades.

 

 

Há também um trecho que aborda as turmas e escolas especializadas, que atendem apenas alunos com deficiência, mas que para muitos é visto como fator de exclusão, mas que também tem seus defensores como forma de garantir um ensino mais individualizado.

 

 

Segundo o MEC, um dos principais norteadores dessa política nacional é a valorização das singularidades e dos direitos dos estudantes e das famílias no processo de decisão. Todas as crianças com deficiência têm direito ao atendimento educacional especializado.

Compartilhar:

Leia Também