Novo tecido é aposta de cientistas para combater mudanças climáticas

segunda-feira, 06 de setembro de 2021

Um tecido experimental feito de fibras sintéticas e nanopartículas que refletem luz e calor pode ir esfriando com o passar do tempo.

 

Batizado de metafabric, o tecido vem sendo estudado na China com monitoramento da temperatura corporal através de câmeras infravermelhas e sensores na pele.

 

Este é considerado o mais recente projeto de um campo emergente mais amplo de têxteis, que desenvolve peças capazes de aquecer ou resfriar o usuário. Os pesquisadores esperam que esses tecidos não apenas aumentem o conforto pessoal, mas também reduzam ferimentos e taxas de morte por calor extremo.

 

Os cientistas também acreditam que o tecido inovador pode até auxiliar no combate às mudanças climáticas, diminuindo a necessidade de aparelhos de ar-condicionado, que são responsáveis por cerca de 10% do consumo global de eletricidade.

Compartilhar:

Leia Também