Número de eleitores com menos de 18 anos volta a crescer após duas décadas em queda

sexta-feira, 29 de julho de 2022

O número de jovens de 16 e 17 anos aptos a votar voltou a crescer este ano após duas décadas em queda, apontam dados do Tribunal Superior Eleitoral. A última vez em que foi registrado um aumento neste segmento foi em 2002.

 

Segundo dados da Justiça Eleitoral, o número de jovens de menos de 18 anos aptos a votar passou de 2,2 milhões, em 2002, para 1,4 milhão em 2018. Hoje são 2,1 milhões. Os dados de 1989 não estão disponíveis com o recorte de idade.

 

O principal fator que explica esse fenômeno é a mudança na forma como a Justiça Eleitoral se comunicou com os jovens neste ano. Antes o TSE optava por fazer uma comunicação mais tradicional, com destaque para campanhas na TV. Neste ano, isso mudou e o órgão aumentou a presença em meios virtuais.

 

O movimento ganhou mais corpo em março deste ano, mês em que, segundo dados do TSE, começou um crescimento maior no número de aptos a votar dessa faixa etária. É possível que esses números também tenham sido impactados pela proximidade com a data final para tirar o documento, em 4 de maio.

Compartilhar:

Leia Também