O cérebro também pode melhorar com o envelhecimento

terça-feira, 27 de abril de 2021

Uma nova pesquisa do Instituto de Neurociência do Trinity College, em Dublin, traz boas notícias sobre a cognição durante o envelhecimento. Foram feitos testes cognitivos e psicológicos com grupos de diferentes faixas etárias.

 

Na contramão do que se pensa, o trabalho mostra que adultos mais velhos conseguem manter o foco no que fazem e são menos afetados pela ansiedade e agitação mental que perturbam os mais jovens.

 

O cérebro humano tem uma tendência natural de divagar. No entanto, estudos recentes apontam que, entre idosos saudáveis, a tendência à dispersão se reduz com o avanço da idade. Apenas 27% relatavam o problema, enquanto o percentual chegava a 45% entre os mais jovens.

 

Apesar de várias teorias terem sido elaboradas, ainda não há uma explicação para o mecanismo neuropsíquico por trás da característica. A pesquisa sugere que idosos podem ser mais focados, menos ansiosos e capazes de mitigar os efeitos negativos da cognição através da motivação e da adoção de estratégias para controlar a dispersão.

Compartilhar:

Leia Também